Arena Flutuante do Benfica das Ilhas/pt

From MicroWiki, the micronational encyclopædia
Jump to: navigation, search
Arena Flutuante do Benfica das Ilhas
Estadio-cingapura.jpg
LocalizaçãoBandeira Cabra.png Ilha das Cabras
ProprietárioBenfica das Ilhas (60%) e APFC (40%)
Capaciade650 pessoas
Tamanho do campo105x68 metros
SuperfícieGrama
Construído emOutubro de 2009 - Setembro de 2010
Inauguração20 de setembro de 2010
Mandantes

A Arena Flutuante do Benfica das Ilhas, popularmente conhecida como Arena Flutuante, é um estádio de futebol localizado na Ilha das Cabras, sendo a casa do Benfica das Ilhas. O estádio tem capacidade, atualmente, para 650 torcedores. Foi o segundo estádio flutuante a ser construído no mundo, tendo como base a Plataforma Flutuante da Marina Bay, campo construído em Cingapura.

O estádio é sede anual da final da Copa do Príncipe das Ilhas, a copa nacional cabriariana, além de acolher sempre o último jogo da Liga Nacional da Ilha das Cabras. A arena também foi escolhida pela CONCSACMAF para ser o estádio oficial das competições americanas.

Construção

Assim como a filial benfiquista em Macau, o clube português escolheu a Ilha das Cabras para instalar um novo clube-satélite em razão das raízes lusitanas do país, fundado por colonos açorianos. A ideia de construir uma arena flutuante para o clube foi concretizada quando o governo da Ilha das Cabras se ofereceu para custear metade das despesas do estádio, desde que a associação de futebol do país também pudesse utilizá-lo. A construção iniciou-se em outubro de 2009 com a expectativa de finalização em dezembro de 2010, porém a obra foi concluída três meses antes.

Inauguração

O estádio foi inaugurado no dia 20 de setembro de 2010, num amistoso entre a seleção da Ilha das Cabras e o selecionado do Arquipélago chileno de João Fernandes. A seleção local sagrou-se vitoriosa pelo placar mínimo, sendo esta a única vitória até hoje da seleção cabrariana. Em competições oficiais, a primeira partida realizada na arena foi pela Liga Nacional da Ilha das Cabras, num empate de 2x2 entre o Benfica das Ilhas e o Balneário Camboriú FC.

Planos de reforma e expansão

Em 2017, um deputado do Partido dos Açorianos, que também é o representante oficial do Benfica na ilha, propôs uma expansão do estádio flutuante, desde que fosse custeada pelo governo, cujo órgão legislativo rechaçou por 4 votos a um. Especulou-se também num consórcio entre o outro clube de futebol do país, o Balneário Camboriú, com o clube lusitano, tendo como objetivo expandir a arena, porém nada foi confirmado.

Controvérsias

Em 2011, no mês em que a arena completava um ano, um parlamentar do Partido Verde Cabrariano afirmou que a construção do estádio foi um grande passo para a destruição da flora do país. Outras ONGs ambientalistas denunciam que muitas espécies marinhas foram ameaçadas pela empreiteira que construiu o campo, mas não foram tomadas ações judiciais.

Ver também