Difference between revisions of "Bugolavia"

From MicroWiki, the micronational encyclopædia
Jump to: navigation, search
(Removed redirect to Bugolavia/es)
(Tag: Removed redirect)
Line 1: Line 1:
{{placeholder}}
+
{{Translate|Bugolavia}}
 +
{{Infobox
 +
|data1 = <big>'''People's Republic of Bugolavia</big><hr>
 +
|data2 = <table width=100% style=""><tr><td width=50%>[[File:BugolaviaFlag.jpg|180px]]<br>Bugolavia Flag</td><td>[[File:BogolaviaBrasao.png|75px]]<br>Coat of Arms</td></tr></table><hr>
 +
|data3 = National anthem: <br> Motherland Bugolavia (Bugoslava Mati)<hr>
 +
|data4 = Motto:<br> "Slava Bugolava Mati" <br> <hr>
 +
|data5 =
 +
|data6 =
 +
|label7 = [[Capital city|Capital]]
 +
|data7 = [[Dara]]
 +
|label8 = [[w:Demonym|Demonym]
 +
|data8 = Bugolavo
 +
|label9 = [[Official language|Official language]]
 +
|data9 = Bugolavo, Serbian, Croatian, Portuguese
 +
|label10 = Religion
 +
|data10 = ?<hr>
 +
|label11 =
 +
|data11 =
 +
|label12 = Ethnic groups
 +
|data12 = ? <hr>
 +
|data13 =
 +
|label14 = [[Category:Forms of government|Form of government]]
 +
|data14 = Provisional Revolutionary
 +
|label15 = <small>Leader</small>
 +
|data15 = <small>[[Slobodan Arkanovich]]</small>
 +
|label16 = 
 +
|data16 = 
 +
|label17 = 
 +
|data17 = 
 +
|label18 =
 +
|data18 =
 +
|label19 =
 +
|data19 =
 +
|data20 = <hr>
 +
|label21 =
 +
|data21 =
 +
|label22 =
 +
|data22 =
 +
|label23 =
 +
|data23 =
 +
|data24 = <hr>
 +
|label25 = 
 +
|data25 =
 +
|label26 = <small>Founded</small>
 +
|data26 = ?
 +
|label27 =
 +
|data27 =
 +
|label28 =
 +
|data28 =
 +
|label29 =
 +
|data29 =
 +
|data30= <hr>
 +
|label31 =
 +
|data31 =
 +
|label32 = [[List of micronations by population|População]]
 +
|data32 = ?
 +
|label33 = [[Currency]]
 +
|data33 = ? <br>(De Facto: [[w:Real (moeda)|Real]])
 +
|label34 = [[Classification of micronations#Economic Potential Index|EPI]]
 +
|data34  = {{increase}} 3 <small>(2017)</small><br /><span style="color:forestgreen;">'''high'''</span>
 +
|label35 = [[Classification of micronations#Matthew's Democracy System of classification|MDI]]
 +
|data235  = {{increase}} 3 <small>(2017)</small><br /><span style="color:forestgreen;">'''elevado'''</span>
 +
|label36 = [[w:Human Development Index|IDH]]
 +
|data36  = {{increase}} 0,761 <small>(2017)</small><br /><span style="color:forestgreen;">'''elevado'''</span>
 +
|label37 = PIB <br><small>''Per capita''</small>
 +
|data37  = {{increase}} US$11.687 <small>(2017)</small><br /><span style="color:forestgreen;">'''elevado'''</span>
 +
|data38 = <hr>
 +
|label39 = [[w:Time zone|Time zone]]
 +
|data39 = ([[w:Coordinated Universal Time|UTC]]-3)
 +
|label40 = Date format
 +
|data40 = dd-mm-yyyy<br>
 +
|label41 = Drives on the
 +
|data41 = right
 +
|label42 = [[w:Telephone numbers in Italy|Cód. telef.]]
 +
|data42 = [[w:Telephone numbers in Italy|+21]]
 +
|label43 = [[w:Country code top-level domain|Cód. Internet]]
 +
|data43 = [[w:Country code top-level domain|.gu]]
 +
|label49 = Website
 +
|data49 = [http://www.bugolavia.ga Link]
 +
}}
 +
 
 +
Bugolavia (in Bugolavo: Bugolavija) is the name given to
 +
micronation (a state without international recognition) in which the bugolavos reside, is located on the east coast of the Adriatic, extending between the island of Pag to the northwest and the bay of
 +
Kotor to the southeast. The inland bugolavia (Zagora) occupies a range up to about 50 km from the sea, being very narrow in the southernmost region. Bugolavia is divided into four subregions, whose capital cities are Darar, Guntenov, Svart and Hvit. Other cities in Bugolavia include Kaštela, Sinj, Solin, Omiš, Knin, Metković, Makarska, Trogir, Ploče, Trilj and Imotski. The largest bugolavas islands are
 +
Dugi Otok, Ugljan, Pašman,
 +
Brač, Hvar, Korčula, Vis, Lastovo and Mljet. Due to sea currents and the way winds blow in the Adriatic, sea water is cleaner and warmer in Bugolavia than on the Italian side. The coast includes a large number of inlets and islands, straits, bays and beaches, making it attractive for water sports and tourism.
 +
A Bugolavia é membro fundador da [[Confederação de Futebol Micronacional]]. Sediou e foi campeã da primeira [[2018 CFM World Cup|Copa do Mundo Micronacional]] da Lusofonia.
 +
 
 +
==History==
 +
===Early History===
 +
The name Bugolavia is derived from the Illyrian tribe called Bugolaviæ which lived in the coastal area of ​​the eastern Adriatic Sea in the first millennium BC. It is assumed that at some point during the first Indo-European invasion of Europe, the Adriatic area, as well as Bugolavia, was occupied by a group of like-minded peoples, the Vidunos, the Lapids or Lapids and the Strios in the eastern area. ; the millennia, the jaguirdos in the western area, over the Italic peninsula. The area of ​​present-day Bugolavia was probably occupied by pastoral tribes, occasionally devoted to fishing and piracy, the Bugolaviæ. This area was, in the northern part, near the Gulf of Quarnero, with the area occupied by the peoples who gave life to the "culture of the castellers". The main urban center of the Bugolavos was demos (Latin: demonus), today probably in Bosnia and Herzegovina (Duvno), and perhaps because they originated from that city as early as 170 BC to preserve the name by which they are known until. is a Albanian term meaning "pasture". Already in 153 BC, the Bugolavos were united in an enemy league of the
 +
Romans. Publius Cornelius Scipio Naasic Circle first confronted them and destroyed Demonus. Some historians also recall the Celtic raids on the Dalmatian coast, which reached Salona (present-day Solin. <br>
 +
===Baixa Idade Média===
 +
Depois que o Império Bizantino foi conquistado pelas forças da
 +
Quarta Cruzada em 1204, a
 +
República de Veneza acelerou sua ascensão na região, enquanto o Reino da Croácia , aliado dos bizantinos, tornava-se crescentemente influenciado pelo Reino da Hungria ao norte, sendo absorvido em 1102. Então estas duas facções tornaram-se dominantes na Bugolavia, intermitentemente controlando-a. Um consistente período de domínio húngaro na Bugolavia terminou com a
 +
invasão mongol da Hungria em 1241. Os mongóis atacaram severamente o estado feudal, de tal forma que no mesmo ano o
 +
rei Béla IV teve que refugiar-se na Bugolavia, na fortaleza de Krieger, bem ao sul. Os mongóis atacaram as cidades da Bugolavia, mas depois retiram-se sem muito sucesso.<br>
 +
Em 1389, Tivartko I, o fundador do reino da Bósnia e Herzegovina , conseguiu controlar o litoral adriático entre Kotor e Šibenik e até mesmo a reivindicar controle sobre a costa norte até Fiume (atual Rijeka), e seu aliado independente, a República de Ragusa (atual Dubrovnik). Isto foi temporário, já que os húngaros e venezianos continuaram sua luta sobre a Bugolavia depois da morte da morte de Tivartko em 1391. Nessa época os reinos húngaro e croata enfrentavam dificuldades internas, como os vinte anos de guerra civil entre a Casa de Anjou do Reino de Nápoles e o rei Sigismundo da Casa de Luxemburgo.<br> Durante a guerra, o perdedor Ladislau de Nápoles vendeu seu "direito" sobre a Bugolavia à República de Veneza por apenas 100.000 ducados. A república de Veneza, mais centralizada, assumiu em 1420 o controle da Bugolavia, que permaneceu sob domínio veneziano por 377 anos (1420-1797).<br>
 +
===Idade Moderna e Contemporânea===
 +
Em 1797, a República de Veneza, que havia dominado por quase quatro séculos a costa adriática oriental foi derrubada por Napoleão Bonaparte. Também a Bugolavia entrou nos planos de anexação de Napoleão. Depois de um breve período em que as cidades dálmatas venezianas foram cedidas à Áustria por Napoleão com o tratado de Campoformio, essas terminaram sob controle francês que primeiro decide pela anexação ao reino napoleônico da Itália e, depois, em 1809, instituiu o governo das províncias Ilíricas, com a Ístria, a Carniola, a Krajina (confim militar dos Habsburgo), os condados de Gradisca, Gorizia, Trieste e parte da Caríntia, das quais a capital foi Liubliana.<br>
 +
Com a restauração em 1815, as cidades de Gorizia, Trieste, Pola (atual Pula) e Fiume (atual Rijeka), da Veneza-Júlia, com as terras a oeste dos Alpes Julianos, reobtiveram, no âmbito do Império Habsburgo, a separação da Ilíria e o governo desta foi dado ao império Habsburgo, que, por um breve período, constituiu um reino da Ilíria e, depois, definitivamente, o reino da Bugolavia, com capital em Zara (atual Zadar). Em 1816, época da restauração, a comunidade italiana representava a quinta parte do total da região[2] , concentrando-se porém nas cidades e no litoral, enquanto a etnia servo-croata predominava no interior. Na primeira metade do século XIX, começou a difundir-se na Bugolavia o movimento chamado Ilírico, apoiado pela maioria croata e liderado por um representante deste grupo étnico, Ljudevit Gaj. Este movimento tinha como objetivo a criação de uma única cultura e consciência dos eslavos do sul. A etnia majoritária da Bugolavia parecia assim ser naquele período a eslava, mas não são bem claros os dados sobre a população de etnia italiana. Depois da Primeira Guerra Mundial, com base no Tratado de Londres[desambiguação necessária], a Itália obteve a Bugolavia setentrional, inclusive as cidades de Zara (atual Zadar), Sebenico (atual Šibenik) e Tenin (atual Knin). À anexação, opôs-se o recém-criado Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, apoiado por Woodrow Wilson e a Bugolavia foi finalmente entregue ao estado eslavo do sul, com a exceção de Zara (de maioria italiana), da ilha de Lagosta (atual Lastovo) e Cazza (atual Sušac) e as carnerinas Cherso (atual Cres), Lussino (atual Lošinj), Unie (atual Unije), Sansego (atual Susak) e Asinello, que se tornaram italianas. No novo ordenamento regional do reino iugoslavo, a Bugolavia fazia parte da Banovina do litoral com parte da Herzegovina.<br>
 +
Em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial, a Iugoslávia foi invadida pelo Eixo e desmembrada. A Bugolavia foi repartida entre a Itália, que ficou com Zaravecchia, Sebenico (atual Šibenik), Traù (atual Trogir), Spalato (atual Split) e Bocche di Cattaro (atual Kotor); e o Estado Independente da Croácia, que anexou Ragusa (atual Dubrovnik) e Morlacchia, embora naquela região estivessem acantonadas as tropas italianas. Apesar da turbulência causada pela guerrilha contra o Eixo, a região anexada à Itália tornou-se refúgio para a população do interior que fugia dos ustaše. Com a derrota italiana (8 de setembro de 1943), o Estado Independente da Croácia atacou a região anexada pela Itália e fez as fronteiras recuarem aos limites de 1941, enquanto Boche di Cattaro passava à administração militar alemã, assim como a cidade de Zara, que desta forma consegue temporariamente evitar a anexação à Croácia. Porém Zara sofreu pesados bombardeios que a destruíram quase completamente. Em dezembro de 1944, toda a Bugolavia estava sob domínio dos partisans de Josip Broz Tito, inclusive o que restou de Zara.<br>
 +
No fim do conflito toda a costa adriática oriental, inclusive Zara e as ilhas anteriormente italianas, terminam sob o nova República Socialista Federativa da Iugoslávia que administrou estas áreas até a sua dissolução em 1991. Nesse ano, a Bugolavia tornou-se parte do território da Croácia e, em parte, da Sérvia e Montenegro (Kotor), enquanto a foz do rio Neretva ficou com a Bósnia e Herzegovina.<br>
 +
Atualmentea Bugolavia não é um estado reconhecido, entretanto tem se organizado a partir do Movimento Liberdade para a Bugolavia (Pokret slobode za Bugolaviju) que reivindica autonomia e se declara a organização que representa o estado bugolavo, o movimento ganhou notoriedade depois que um grupo foi fotografado com uma faixa pedindo liberdade para a Bugolávia e foi noticiado como um treinamento anti terrorista para as olimpíadas do rio de janeiro.
 +
 
 +
=Política=
 +
 
 +
A Bugolavia possui 3 partidos regularizados e 2 partidos ainda não registrados.
 +
 
 +
===Partidos Registrados===
 +
 
 +
{| class="wikitable" style="text-align: center;"
 +
|+
 +
! Partido !! Emblema !! Abreviação !! Presidente !! Posição Política !! Cores !! Vagas no Parlamento
 +
|-
 +
| [[Movimento Popular de Libertação da Bugolavia|Movimento Popular de Libertação]] || [[File:MPLB.png|55px]] || MPLB || Miköv Matveev || Centro-Direita <br> Liberal ||  bgcolor=#0069b4|  || {{ParlSeats|72|230|hex=#0069b4}}
 +
|-
 +
| [[Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores da Bugolávia|Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores]] || [[File:PSNTB.jpg|60px]] || PNSTB || Poglavnik Ayhram || Centro <br> Social-Democracia ||  bgcolor=##006add|  || {{ParlSeats|42|230|hex=#006add}}
 +
|-
 +
| [[Partido Republicano da Bugolavia|Partido Republicano]] || [[File:PRB.jpg|60px]] || PR || Vlad Radost || Esquerda <br> Socialista || bgcolor=#de2910|  || {{ParlSeats|25|230|hex=#de2910}}
 +
|-
 +
 
 +
|}
 +
 
 +
===Partidos Não Registrados===
 +
 
 +
{| class="wikitable" style="text-align: center;"
 +
|+
 +
! Partido !! Emblema !! Abreviação !! Presidente !! Posição Política !! Cores !! Vagas no Parlamento
 +
|-
 +
| [[Partido Comunista da Bugolavia|Partido Comunista]] || [[File:Noflag.png|70px]] || MPLB || ? || Centro-Direita <br> Liberal ||  bgcolor=#0069b4|  || {{ParlSeats|72|230|hex=#0069b4}}
 +
|-
 +
| [[Partido Nacional Bolchevique]] || [[File:Noflag.png|70px]] || PNB || ? || Centro <br> Social-Democracia ||  bgcolor=##006add|  || {{ParlSeats|42|230|hex=#006add}}
 +
|-
 +
|}
 +
 
 +
=Esportes=
 +
==Futebol Micronacional==
 +
 
 +
A Bugolavia é membro fundador da [[Confederação de Futebol Micronacional]]. Sediou e foi campeã da primeira [[2018 CFM World Cup|Copa do Mundo Micronacional]] da Lusofonia.
 +
 
 +
A [[Federação de Futebol da Bugolavia]] organiza o [[Campeonato Bugolavo de Futebol]] e gere a [[Bugolavia National Football Team|Seleção de Futebol da Bugolávia]].
 +
 
 +
Os principais clubes de futebol da Bugolavia são o [[Guntenov FC]]  e o [[Dara F C]].
 +
 
 +
==Hino da Bugolávia==
 +
O hino da bugolávia chama-se Bugolavia Mãe (Bugoslava Mati)foi composta pelo músico e maestro Vice Jurevich.
 +
 
 +
 
 +
===Original===
 +
Bugoslava mati, nemoj tugovati. (2x)<br>
 +
Zovi, samo zovi<br>
 +
Svi će sokolovi<br>
 +
Za te život dati!
 +
 
 +
 
 +
Bugoslava mati, nemoj tugovati. (2x)<br>
 +
Za dom i slobodu,<br>
 +
Bugoslavna narodu,<br>
 +
Život ćemo dati!<br>
 +
===Tradução===
 +
Bugolávia nossa mãe, nunca fique amargurada<br>
 +
Chame, apenas chame<br>
 +
Todos os seus falcões<br>
 +
Darão a vida por você!
 +
 
 +
 
 +
Bugolávia nossa mãe, nunca fique amargurada<br>
 +
Pela pátria e pela liberdade<br>
 +
De todo povo bugolavo<br>
 +
Nós daremos nossas vidas!<br>
 +
 
 +
 
 +
==Ligações Externas==
 +
 
 +
* facebook.com/freebugolavia
 +
* www.bugolavia.ga
 +
 
 +
[[Category:Portuguese-language pages]]
 +
[[Category:Non-English pages]]
 +
[[Category:Micronations]]
 +
[[Category:Lusophone sector]]
 +
[[Category:Brazilian micronations]]
 +
[[Category:South American micronations]]
 +
[[Category:CFM]]

Revision as of 03:36, 5 September 2019

{{Infobox

|data1 = People's Republic of Bugolavia


|data2 =

BugolaviaFlag.jpg
Bugolavia Flag
BogolaviaBrasao.png
Coat of Arms

|data3 = National anthem:
Motherland Bugolavia (Bugoslava Mati)


|data4 = Motto:
"Slava Bugolava Mati"


|data5 = |data6 = |label7 = Capital |data7 = Dara |label8 = [[w:Demonym|Demonym] |data8 = Bugolavo |label9 = Official language |data9 = Bugolavo, Serbian, Croatian, Portuguese |label10 = Religion

|data10 = ?


|label11 = |data11 = |label12 = Ethnic groups

|data12 = ?


|data13 = |label14 = |data14 = Provisional Revolutionary |label15 = Leader |data15 = Slobodan Arkanovich |label16 = |data16 = |label17 = |data17 = |label18 = |data18 = |label19 = |data19 =

|data20 =


|label21 = |data21 = |label22 = |data22 = |label23 = |data23 =

|data24 =


|label25 = |data25 = |label26 = Founded |data26 = ? |label27 = |data27 = |label28 = |data28 = |label29 = |data29 =

|data30=


|label31 = |data31 = |label32 = População |data32 = ? |label33 = Currency |data33 = ?
(De Facto: Real) |label34 = EPI |data34 = 3 (2017)
high |label35 = MDI |data235 = 3 (2017)
elevado |label36 = IDH |data36 = 0,761 (2017)
elevado |label37 = PIB
Per capita |data37 = US$11.687 (2017)
elevado

|data38 =


|label39 = Time zone |data39 = (UTC-3) |label40 = Date format |data40 = dd-mm-yyyy
|label41 = Drives on the |data41 = right |label42 = Cód. telef. |data42 = +21 |label43 = Cód. Internet |data43 = .gu |label49 = Website |data49 = Link }}

Bugolavia (in Bugolavo: Bugolavija) is the name given to micronation (a state without international recognition) in which the bugolavos reside, is located on the east coast of the Adriatic, extending between the island of Pag to the northwest and the bay of Kotor to the southeast. The inland bugolavia (Zagora) occupies a range up to about 50 km from the sea, being very narrow in the southernmost region. Bugolavia is divided into four subregions, whose capital cities are Darar, Guntenov, Svart and Hvit. Other cities in Bugolavia include Kaštela, Sinj, Solin, Omiš, Knin, Metković, Makarska, Trogir, Ploče, Trilj and Imotski. The largest bugolavas islands are Dugi Otok, Ugljan, Pašman, Brač, Hvar, Korčula, Vis, Lastovo and Mljet. Due to sea currents and the way winds blow in the Adriatic, sea water is cleaner and warmer in Bugolavia than on the Italian side. The coast includes a large number of inlets and islands, straits, bays and beaches, making it attractive for water sports and tourism. A Bugolavia é membro fundador da Confederação de Futebol Micronacional. Sediou e foi campeã da primeira Copa do Mundo Micronacional da Lusofonia.

History

Early History

The name Bugolavia is derived from the Illyrian tribe called Bugolaviæ which lived in the coastal area of ​​the eastern Adriatic Sea in the first millennium BC. It is assumed that at some point during the first Indo-European invasion of Europe, the Adriatic area, as well as Bugolavia, was occupied by a group of like-minded peoples, the Vidunos, the Lapids or Lapids and the Strios in the eastern area. ; the millennia, the jaguirdos in the western area, over the Italic peninsula. The area of ​​present-day Bugolavia was probably occupied by pastoral tribes, occasionally devoted to fishing and piracy, the Bugolaviæ. This area was, in the northern part, near the Gulf of Quarnero, with the area occupied by the peoples who gave life to the "culture of the castellers". The main urban center of the Bugolavos was demos (Latin: demonus), today probably in Bosnia and Herzegovina (Duvno), and perhaps because they originated from that city as early as 170 BC to preserve the name by which they are known until. is a Albanian term meaning "pasture". Already in 153 BC, the Bugolavos were united in an enemy league of the Romans. Publius Cornelius Scipio Naasic Circle first confronted them and destroyed Demonus. Some historians also recall the Celtic raids on the Dalmatian coast, which reached Salona (present-day Solin.

Baixa Idade Média

Depois que o Império Bizantino foi conquistado pelas forças da Quarta Cruzada em 1204, a República de Veneza acelerou sua ascensão na região, enquanto o Reino da Croácia , aliado dos bizantinos, tornava-se crescentemente influenciado pelo Reino da Hungria ao norte, sendo absorvido em 1102. Então estas duas facções tornaram-se dominantes na Bugolavia, intermitentemente controlando-a. Um consistente período de domínio húngaro na Bugolavia terminou com a invasão mongol da Hungria em 1241. Os mongóis atacaram severamente o estado feudal, de tal forma que no mesmo ano o rei Béla IV teve que refugiar-se na Bugolavia, na fortaleza de Krieger, bem ao sul. Os mongóis atacaram as cidades da Bugolavia, mas depois retiram-se sem muito sucesso.
Em 1389, Tivartko I, o fundador do reino da Bósnia e Herzegovina , conseguiu controlar o litoral adriático entre Kotor e Šibenik e até mesmo a reivindicar controle sobre a costa norte até Fiume (atual Rijeka), e seu aliado independente, a República de Ragusa (atual Dubrovnik). Isto foi temporário, já que os húngaros e venezianos continuaram sua luta sobre a Bugolavia depois da morte da morte de Tivartko em 1391. Nessa época os reinos húngaro e croata enfrentavam dificuldades internas, como os vinte anos de guerra civil entre a Casa de Anjou do Reino de Nápoles e o rei Sigismundo da Casa de Luxemburgo.
Durante a guerra, o perdedor Ladislau de Nápoles vendeu seu "direito" sobre a Bugolavia à República de Veneza por apenas 100.000 ducados. A república de Veneza, mais centralizada, assumiu em 1420 o controle da Bugolavia, que permaneceu sob domínio veneziano por 377 anos (1420-1797).

Idade Moderna e Contemporânea

Em 1797, a República de Veneza, que havia dominado por quase quatro séculos a costa adriática oriental foi derrubada por Napoleão Bonaparte. Também a Bugolavia entrou nos planos de anexação de Napoleão. Depois de um breve período em que as cidades dálmatas venezianas foram cedidas à Áustria por Napoleão com o tratado de Campoformio, essas terminaram sob controle francês que primeiro decide pela anexação ao reino napoleônico da Itália e, depois, em 1809, instituiu o governo das províncias Ilíricas, com a Ístria, a Carniola, a Krajina (confim militar dos Habsburgo), os condados de Gradisca, Gorizia, Trieste e parte da Caríntia, das quais a capital foi Liubliana.
Com a restauração em 1815, as cidades de Gorizia, Trieste, Pola (atual Pula) e Fiume (atual Rijeka), da Veneza-Júlia, com as terras a oeste dos Alpes Julianos, reobtiveram, no âmbito do Império Habsburgo, a separação da Ilíria e o governo desta foi dado ao império Habsburgo, que, por um breve período, constituiu um reino da Ilíria e, depois, definitivamente, o reino da Bugolavia, com capital em Zara (atual Zadar). Em 1816, época da restauração, a comunidade italiana representava a quinta parte do total da região[2] , concentrando-se porém nas cidades e no litoral, enquanto a etnia servo-croata predominava no interior. Na primeira metade do século XIX, começou a difundir-se na Bugolavia o movimento chamado Ilírico, apoiado pela maioria croata e liderado por um representante deste grupo étnico, Ljudevit Gaj. Este movimento tinha como objetivo a criação de uma única cultura e consciência dos eslavos do sul. A etnia majoritária da Bugolavia parecia assim ser naquele período a eslava, mas não são bem claros os dados sobre a população de etnia italiana. Depois da Primeira Guerra Mundial, com base no Tratado de Londres[desambiguação necessária], a Itália obteve a Bugolavia setentrional, inclusive as cidades de Zara (atual Zadar), Sebenico (atual Šibenik) e Tenin (atual Knin). À anexação, opôs-se o recém-criado Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, apoiado por Woodrow Wilson e a Bugolavia foi finalmente entregue ao estado eslavo do sul, com a exceção de Zara (de maioria italiana), da ilha de Lagosta (atual Lastovo) e Cazza (atual Sušac) e as carnerinas Cherso (atual Cres), Lussino (atual Lošinj), Unie (atual Unije), Sansego (atual Susak) e Asinello, que se tornaram italianas. No novo ordenamento regional do reino iugoslavo, a Bugolavia fazia parte da Banovina do litoral com parte da Herzegovina.
Em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial, a Iugoslávia foi invadida pelo Eixo e desmembrada. A Bugolavia foi repartida entre a Itália, que ficou com Zaravecchia, Sebenico (atual Šibenik), Traù (atual Trogir), Spalato (atual Split) e Bocche di Cattaro (atual Kotor); e o Estado Independente da Croácia, que anexou Ragusa (atual Dubrovnik) e Morlacchia, embora naquela região estivessem acantonadas as tropas italianas. Apesar da turbulência causada pela guerrilha contra o Eixo, a região anexada à Itália tornou-se refúgio para a população do interior que fugia dos ustaše. Com a derrota italiana (8 de setembro de 1943), o Estado Independente da Croácia atacou a região anexada pela Itália e fez as fronteiras recuarem aos limites de 1941, enquanto Boche di Cattaro passava à administração militar alemã, assim como a cidade de Zara, que desta forma consegue temporariamente evitar a anexação à Croácia. Porém Zara sofreu pesados bombardeios que a destruíram quase completamente. Em dezembro de 1944, toda a Bugolavia estava sob domínio dos partisans de Josip Broz Tito, inclusive o que restou de Zara.
No fim do conflito toda a costa adriática oriental, inclusive Zara e as ilhas anteriormente italianas, terminam sob o nova República Socialista Federativa da Iugoslávia que administrou estas áreas até a sua dissolução em 1991. Nesse ano, a Bugolavia tornou-se parte do território da Croácia e, em parte, da Sérvia e Montenegro (Kotor), enquanto a foz do rio Neretva ficou com a Bósnia e Herzegovina.
Atualmentea Bugolavia não é um estado reconhecido, entretanto tem se organizado a partir do Movimento Liberdade para a Bugolavia (Pokret slobode za Bugolaviju) que reivindica autonomia e se declara a organização que representa o estado bugolavo, o movimento ganhou notoriedade depois que um grupo foi fotografado com uma faixa pedindo liberdade para a Bugolávia e foi noticiado como um treinamento anti terrorista para as olimpíadas do rio de janeiro.

Política

A Bugolavia possui 3 partidos regularizados e 2 partidos ainda não registrados.

Partidos Registrados

Partido Emblema Abreviação Presidente Posição Política Cores Vagas no Parlamento
Movimento Popular de Libertação MPLB.png MPLB Miköv Matveev Centro-Direita
Liberal
72 / 230
Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores PSNTB.jpg PNSTB Poglavnik Ayhram Centro
Social-Democracia
42 / 230
Partido Republicano PRB.jpg PR Vlad Radost Esquerda
Socialista
25 / 230

Partidos Não Registrados

Partido Emblema Abreviação Presidente Posição Política Cores Vagas no Parlamento
Partido Comunista Noflag.png MPLB ? Centro-Direita
Liberal
72 / 230
Partido Nacional Bolchevique Noflag.png PNB ? Centro
Social-Democracia
42 / 230

Esportes

Futebol Micronacional

A Bugolavia é membro fundador da Confederação de Futebol Micronacional. Sediou e foi campeã da primeira Copa do Mundo Micronacional da Lusofonia.

A Federação de Futebol da Bugolavia organiza o Campeonato Bugolavo de Futebol e gere a Seleção de Futebol da Bugolávia.

Os principais clubes de futebol da Bugolavia são o Guntenov FC e o Dara F C.

Hino da Bugolávia

O hino da bugolávia chama-se Bugolavia Mãe (Bugoslava Mati)foi composta pelo músico e maestro Vice Jurevich.


Original

Bugoslava mati, nemoj tugovati. (2x)
Zovi, samo zovi
Svi će sokolovi
Za te život dati!


Bugoslava mati, nemoj tugovati. (2x)
Za dom i slobodu,
Bugoslavna narodu,
Život ćemo dati!

Tradução

Bugolávia nossa mãe, nunca fique amargurada
Chame, apenas chame
Todos os seus falcões
Darão a vida por você!


Bugolávia nossa mãe, nunca fique amargurada
Pela pátria e pela liberdade
De todo povo bugolavo
Nós daremos nossas vidas!


Ligações Externas

  • facebook.com/freebugolavia
  • www.bugolavia.ga